Portal Gilberto Silva

Provocação: A Universidade Federal em Araguaína e a travessia da Ilha do Bananal

. - Fonte: Wesley Silas || 04 de Maio de 2016 às 04h07


Caso concretize mostra, mais uma vez, a força política do Norte do Tocantins, por político do Sul do Tocantins, enquanto esta região sente correr entre os dedos oportunidades que poderiam acontecer depois 27 anos que o então presidente José Sarney ter sancionado a Lei 7.708/88, instituindo a Fundação Universidade Federal de Gurupi e 28 anos após Sarney ter licitado a ferrovia Norte-Sul. “Esta é uma decisão governamental e que envolve políticos do Tocantins que estão à frente dessa proposta”,  postou o reitor da UFT, ao citar o empenho da ministra Kátia Abreu na criação de uma universidade federal em Araguaína.

O nome do ex-presidente José Sarney, tem algo, intrinsecamente, ligado ao passado, presente e ao futuro de Gurupi, assim como de toda região Sul do Tocantins e sua representatividade política. Infelizmente, ao longo dos anos a região tem perdido representatividade política (Congresso Nacional e Assembleia Legislativa), agora, enfraquecida sente dificuldade de recuperar o tempo perdido e continua pedalando no vácuo do bonde, aliás, do trem da estagnação subaproveitando a potencialidade logística e a do campo da educação superior, fatos crescentes desde a criação do Estado do Tocantins.

 

Em 1987, foi Sarney que autorizou a licitação, orçada em US$ 2,5 bilhões, da Ferrovia Norte-Sul, que na época foi prejudicada depois de denúncias de corrupção envolvendo 18 empresas, partes delas citadas na Operação Lava-Jato, dentre elas as empreiteiras Norberto Odebrecht e Queiroz Galvão.

Com a retomada da ferrovia, no governo do ex-presidente Lula, aparecem em Gurupi figura notáveis como e ex-presidente da Valec Engenharia, Juquinha Neves, amigos de todos políticos e ex-eleitor de Gurupi quando tentou emplacar uma candidatura ao senado pelo PR em 2010. Ele chegou a transferir seu domicílio eleitoral para a Capital da Amizade;mas, infelizmente, encontra-se entre os investigados na Operação Recebedor, decorrente de um desmembramento da Operação Lava Jato.

E o tempo passa…

provocar2

Enquanto o Porto Multimodal da Ferrovia Norte – Sul, localizado no município de Porto Nacional, movimenta grandes empresas como as que trabalham com produtos químicos, petroquímicos, unido a chegada da gigante Vale do Rio Doce no Distrito de Luzimangues; em Gurupi, a assinatura do contrato de concessão de uso da área situada no Pátio Ferroviário , ocorrida nesta terça-feira, 03, representa uma luz e, ao mesmo tempo, depois de uma perda irreparável por ter deixado de receber investimentos do porte dos citados acima decorrente ao atraso. O que tudo indica, há uma força muito grande que impede muitas coisas acontecerem no Sul, região esta, que não consegue avançar em sonhos de projetos como o da ligação com o Mato Grosso, via Ilha do Bananal, visto como uma redenção econômica-social para índios e brancos, viabilizando a ferrovia Norte-Sul na região.  

No dia 21 de dezembro de 1988, a caneta do ex-presidente José Sarney, assinou a Lei nº 7.708, que não saiu do papel, autorizando a criação da Fundação Universidade Federal de Gurupi.

Agora, dia 01 de maio, Dia do Trabalhador, o reitor da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Márcio da Silveira, postou no seu facebook com a seguinte redação: “Acabei de receber uma ligação, neste momento, do Secretário do Ensino Superior (SESU/MEC) me comunicando da possibilidade da transformação dos Câmpus de Araguaína e Tocantinópolis em outra Universidade Federal. Esta é uma decisão governamental e que envolve políticos do Tocantins que estão à frente dessa proposta”. Neste caso tem como principal intermediadora, a ministra e senadora Kátia Abreu (PMDB), que teve o Sindicato Rural de Gurupi co-responsável na sua trajetória de sucesso político.

Conforme foi noticiado no Portal Atitude, o anúncio deverá ser feito no próximo sábado, 07, durante a inauguração da sede da Embrapa Pesca e Aquicultura em Palmas, ocasião em que a presidente Dilma Rousseff deverá anunciar “a criação de uma Universidade Federal em Araguaína, a pedido da Ministra da Agricultura, senadora Kátia Abreu, com a transformação do Campus da UFT/TO e o curso de medicina da universidade naquela cidade”, informou a assessoria da ministra.

Provocar B

Apesar de estarmos às vésperas da votação do impeachment da presidente Dilma, ainda nos resta a esperança utópica da assinatura de um Decreto Presidencial, pois, conforme o Consultor de Transporte e Meio Ambiente, José Rubens Mazzaro, permitiria uma parceria público-privada para tornar realidade a única ligação entre os  estados de Mato Grosso e Tocantins em um percurso de 90 km da travessia da Ilha do Bananal, criando o novo corredor ecológico de exportação nacional.

Wesley Silas


Fonte: Portal Gilberto Silva - http://portalgilbertosilva.com.br/noticia/15728/