Portal Gilberto Silva

ARAGUAÍNA, 25 DE ABRIL DE 2014

Araguaína - No ato da entrega da casa, contemplados ganharão um cartão no valor de R$ 5 mil do Governo Federal para mobiliar as casas

- . || 05 de Fevereiro de 2014 às 07h58


Com a entrega de 1788 casas populares do programa Minha Casa Minha Vida prevista para março, o prefeito em exercício, Fraudneis Fiomare, reuniu-se com o presidente e o vice-presidente da Associação Comercial e Industrial de Araguaína (Aciara), Manoel de Assis Silva e Márcio Parente, para informar aos lojistas de Araguaína sobre o programa Minha Casa Melhor.

“No ato da entrega da casa, o cidadão ganhará um cartão pré-pago do Governo Federal no valor de R$ 5 mil para mobiliar a sua casa. E este valor será gasto no comércio local”, explicou Fraudneis. Não há restrições de crédito para que o cidadão receba o cartão e o valor será parcelado em 48 vezes pela Caixa.

A expectativa é que pelo menos R$ 8,9 milhões sejam injetados na economia araguainense com a aquisição de móveis e eletrodomésticos. “E quando o restante das casas for entregue, 416, mais R$ 2,8 milhões devem ser gastos no comércio”, completou o prefeito em exercício.
 
Cadastro
 
Para receber a demanda dos novos moradores, as lojas precisam ser cadastradas na Caixa Econômica Federal. É necessário ter ou abrir uma conta no banco e adquirir uma máquina de cartão de crédito ou até mesmo mudar o domicílio bancário das máquinas já existentes. “Outro ponto importante é que as empresas não podem ser devedoras. Elas precisam estar com o nome limpo porque as exigências desse sistema de cadastro são similares as de um processo licitatório”, comentou Fiomare.

O presidente da Aciara viu com otimismo a proposta da Caixa. “Vamos informar todos nossos associados desta oportunidade. Acredito que esse programa vá beneficiar também muitos pequenos lojistas da cidade”, ressaltou Manoel.
 
Lista
 
Outra exigência da Caixa é relacionada ao preço. O banco libera a compra de móveis, eletrodomésticos, linha branca e eletrônicos, mas determina o valor máximo de cada item. “Disponibilizaremos essa lista para os moradores no ato da entrega da casa. Inclusive, estamos vendo a possibilidade de montarmos um showroom em uma das casas, com apoio do comércio, para que os moradores vejam o que é possível adquirir com o cartão”, informou Fraudneis.(Com Ascom)

COMPARTILHE

COMENTARIOS

VÍDEOS



+ LIDAS DA SEMANA