GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
NotíciasTocantins

Araguaína conta com aterro para destinação de galhadas, entulhos e materiais de construção

Moradores de Araguaína poderão agendar o recolhimento de galhadas, resultantes de podas em seus quintais, por meio de telefone disponibilizado pela Prefeitura Municipal. O município conta com um aterro de inertes que fica no Km 5, na TO-222, sentido Babaçulândia, e possui capacidade para receber não apenas galhos de podas, como também entulhos e restos de obras, estes, de responsabilidade de seus geradores.

Com espaço adequado para receber esse tipo de resíduos, a população já não precisa mais jogar seu entulho de forma irregular, às margens das rodovias, como é costume.

O despejo irregular desses resíduos em terrenos baldios, margens de córregos, áreas de preservação permanente (APP) ou vias públicas causam prejuízos não apenas à paisagem, mas à qualidade de vida da população. Além de gerar gastos aos cofres públicos, considerando que comprometem a capacidade de drenagem e essa prática possibilita a multiplicação de vetores de mosquitos como o Aedes Aegypti, principalmente no período de chuvas.

Como fazer

A normatização do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) determina que a destinação dos resíduos da construção civil é de responsabilidade de seus geradores. Dessa forma, a orientação do Departamento Municipal de Posturas e Edificações (Demupe) é que os moradores depositem o material para um transporte seguro, como em contêineres, e levem até o descarte no aterro ou contrate os serviços de empresas de coleta.

Diariamente, segundo o diretor do Departamento de Limpeza Pública, Walteir Fiúza, o aterro recebe em média 35 caminhões e contêineres de empresas prestadoras de serviços carregados de materiais inertes. No local, é feito todo o processo de espalhamento e compactação dos materiais. De acordo com o diretor de fiscalização da Secretaria do Meio Ambiente, Orialle Barbosa, o aterro atende a todas as normas para controle dos impactos ambientais, prevenção e controle de vetores.

O agendamento para recolhimento de galhadas, poderá ser solicitado por meio do telefone 63 3411 7092.

Fiscalização

O diretor do Demupe, Nicasio Mourão, explica que o descarte em local irregular é passível de notificação e posterior aplicação de multa, caso não seja efetuado o recolhimento do material no prazo de três dias. A multa varia de R$ 20 a R$ 60, de acordo com a quantidade de resíduo e o local do descarte irregular.

Marcos Filho/Ascom

Postagens relacionadas

Polícia civil prende foragido da justiça no interior do Estado

Gilberto Silva

Após desviar de cachorro, arquiteto bate carro e derruba 11 postes de iluminação pública de uma vez

Gilberto Silva

Homem suspeito de agredir a própria mãe é preso pela Polícia Civil no Distrito de Luzimangues

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies