Contratada para limpar casa, diarista é estuprada e mantida em cárcere

A busca de uma vaga por emprego acabou em um caso de estupro, cárcere e porte ilegal de arma que está sendo investigado pela Polícia Civil de Várzea Grande, no Mato Grosso. A vítima foi uma diarista, e o caso ocorreu na última sexta-feira (14).

De acordo com o registro do Boletim de Ocorrência, o caso aconteceu no bairro Capão Grande, em Várzea Grande, pouco antes das 22h.

A vítima relatou à polícia que foi contratada para limpar a residência de um homem de 58 anos. Ela chegou  durante a tarde e, em determinado momento, o proprietário da casa, identificado como J.B.G, começou a fazer limpeza em uma arma de fogo, na frente dela.

Um pouco depois, o homem usou de força física para a trancar a moça em um quarto e cometer o estupro. Ela permaneceu presa no local até que conseguiu fugir para a rua, gritando por socorro. Aos militares, a vítima descreveu o agressor, que foi encontrado ainda em casa pela Polícia Militar.

Na abordagem, a PM ainda encontrou a arma de fogo citada pela vítima, além de duas munições já usadas e o telefone celular da diarista, que acabou ficando em cima da sapateira do quarto. O acusado da agressão sexual foi algemado e levado para a delegacia para prestar depoimento.

(Com informações do portal O Livre)

Comentários

Acesso em 13/12/2018 21:41.
Link: http://portalgilbertosilva.com.br/noticias/brasil/contratada-para-limpar-casa-diarista-e-estuprada-e-mantida-em-carcere/.