Fim de carreira? Anderson Silva é flagrado no doping novamente

O brasileiro Anderson Silva foi flagrado novamente em um exame de antidoping e está fora ação por tempo indeterminado, no que pode representar o adeus de sua carreira, uma vez que o ‘Spider’ está atualmente com 42 anos.

Anderson está fora da luta contra Kelvin Gastelum no UFC Xangai, evento do próximo dia 25, na China. A substância encontrada no teste de Anderson não foi revelada pela Agência Antidoping dos EUA (USADA).

O novo caso de doping surge dois anos depois de Anderson ter sido pego em um exame pela primeira vez. Em janeiro de 2015, o ex-campeão dos médios foi pego em um teste antes de enfrentar Nick Diazno UFC 183. Na ocasião, a substância proibida encontrada no teste do brasileiro foi a drostanolona um anabolizante que atua na musculatura, fazendo com que ela cresça e se torne mais rígida e a androsterona é um derivado da testosterona.

Confira o comunicado oficial emitido pelo UFC na íntegra:

A organização do UFC foi notificada hoje que a Agência Antidoping dos EUA (USADA) informou Anderson Silva de uma potencial violação da Política Antidoping oriunda de uma amostra fora de competição colhida em 26 de outubro de 2017. Como resultado, Silva foi suspenso provisoriamente pela USADA. Devido à proximidade da luta de Silva no UFC Fight Night Xangai, na China, em 25 de novembro de 2017, contra Kelvin Gastelum, Silva foi removido do card, e o UFC está no momento buscando um substituto.

USADA, a administradora independente da Política Antidoping do UFC, vai lidar com o gerenciamento de resultados e adjudicação apropriada deste caso envolvendo Silva. Sob a Política Antidoping do UFC, há um processo legal completo e justo que é disposto a todos os lutadores antes que qualquer sanção seja imposta. Informação adicional será dada no momento apropriado conforme o processo seguir adiante.

(Fonte: UOL)

Comentários