GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
Mundo

China pediu que Rússia adiasse guerra para depois da Olimpíada, diz jornal

As autoridades chinesas pediram que a Rússia adiasse a invasão da Ucrânia para depois dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, segundo publicou o jornal The New York Times nesta quarta-feira (2). O jornal, um dos principais dos Estados Unidos, citou que a informação consta em um relatório produzido pelo serviço de Inteligência dos governos ocidentais.

O diário ainda cita que consultou pessoas dos governos europeus e de Joe Biden familiarizados com o documento.

O relatório aponta que a China tinha conhecimento prévio dos planos do presidente russo Vladimir Putin. Ele se encontrou com presidente da China, Xi Jinping, no dia 4 de fevereiro, dia da abertura dos Jogos de Pequim.

Em informe conjunto a respeito da reunião, China e Rússia informaram à época que a parceria entre os dois países “não tem limites”, criticaram a expansão da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e afirmaram que estabeleceriam uma nova ordem global com verdadeira “democracia”.

A cerimônia de encerramento dos Jogos de Inverno de Pequim foi em 20 de fevereiro. A invasão russa à Ucrânia foi iniciada na madrugada de 24 de fevereiro.

Em resposta ao New York Times, a porta-voz da embaixada chinesa em Washington, Liu Pengyu, negou que seu governo tivesse conhecimento dos planos de Putin.

“Essas alegações são especulações sem qualquer base e pretendem transferir a culpa e difamar a China”, informou Pengyu.

 

UOL

Postagens relacionadas

França e Alemanha avançam para proibir ‘cura gay’, em meio a alta da homofobia

Gilberto Silva

Após registrar 1.424 mortes, Indonésia fixa data para encerrar buscas

Gilberto Silva

Eclipse lunar total é observado em várias partes do mundo

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies