GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
Notícias

Saúde chama atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce da meningite

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) chama atenção para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce no Dia Mundial de Combate à Meningites, lembrado no próximo domingo, 24. A meningite é uma doença que compromete as membranas que envolvem o sistema nervoso central e pode ser causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, vírus e fungos, dentre outros, e agentes não infecciosos.

A SES, por meio da Área Técnica das Meningites, vem intensificando as ações de combate à doença, orientando a população quanto aos sinais e aos sintomas e a procura imediata de um profissional de saúde para avaliação.

“Anualmente, promovemos a Campanha do Dia Mundial de Combate às Meningites. Um dos grandes objetivos, além de alertar a população, é apoiar e mobilizar os profissionais de saúde dos municípios quanto ao monitoramento da situação epidemiológica das meningites, à realização de medidas de controle e à prevenção disponível nos serviços de saúde, entre outros pontos importantes de saúde pública”, explicou a técnica Karina Cristina de Sá Rosário.

Segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), em 2021, o Tocantins notificou 105 casos suspeitos de meningites, destes 13 foram confirmados, registrando um óbito por meningite meningocócica. Em 2022, de 1° de janeiro a 19 de abril, foram notificados 24 casos suspeitos e cinco confirmados, sem óbitos.

A doença

As meningites, de origem infecciosa, principalmente as causadas por bactérias e vírus, são as mais importantes do ponto de vista da saúde pública, pela magnitude de sua ocorrência e pelo potencial de produzir surtos.

O quadro das meningites virais é mais leve e seus sintomas se assemelham aos da gripe e do resfriado. Entretanto, a bacteriana é causada principalmente pelos meningococos, pneumococos ou hemófilos. A meningite bacteriana é altamente contagiosa e geralmente grave, sendo a doença meningocócica mais séria que pode evoluir para óbito ou a danos no cérebro deixando sequelas.

O período de incubação da doença, em geral, vai de 2 a 10 dias, podendo haver alguma variação em função do agente etiológico responsável. Já o período de transmissão é variável, dependendo do agente infeccioso e da instituição do diagnóstico e tratamento precoces. Aproximadamente 10% da população pode se apresentar como portador assintomático.

Imunização

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece gratuitamente quatro vacinas que previnem a meningite, que estão disponíveis nas unidades de saúde:

-Vacina BCG: protege contra as formas graves da tuberculose, inclusive a meningite tuberculosa.

-Vacina Meningocócica Conjugada Sorogrupo C: protege contra a doença causada pela bactéria Neisseria meningitidis, sorogrupo C.

-Vacina Pneumocócica Conjugada 10-Valente: protege contra as doenças invasivas causadas pelo Streptococcus pneumoniae, incluindo meningite.

-Vacina Pentavalente: protege contra as doenças invasivas causadas pelo Haemophilus influenza e sorotipo b, como meningite, e também contra difteria, tétano, coqueluche e hepatite B.

Dados da Gerência Estadual de Imunização da SES apontam que o Tocantins apresentou, de janeiro a dezembro de 2021, a seguinte cobertura vacinal: Meningocócica C 77,43%; BCG 83,96%; Pneumocócica 10 Valente 82,38%; e Pentavalente 78,09%.

ALETO

Postagens relacionadas

Ronaldo Dimas faz nova intermediação para regularização de lotes no Setor Alto Bonito

Gilberto Silva

Equipe Palmas Judô Clube conquista 2ª etapa do Tocantinense 2017

Gilberto Silva

Homem investigado por violência doméstica descumpre medida protetiva e é preso pela Polícia Civil em Araguaína

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies