GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
Tocantins

Adapec realiza monitoramento de abrigos e captura de morcegos hematófagos em cinco municípios tocantinenses

A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) realiza, desde o último dia 23 e prossegue até o dia 30 de março, ações de controle da raiva dos herbívoros com duas equipes trabalhando simultaneamente nos municípios de Paranã, Pugmil, Lagoa da Confusão, Crixás e Dueré. Os profissionais estão visitando propriedades rurais onde produtores relataram a presença de morcegos hematófagos.

Segundo o responsável técnico pelo Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros da Adapec, Raydleno Mateus, as atividades nesses municípios consistem no atendimento a notificações de sugadora de morcegos em bovídeos, equídeos e suínos, realização de cadastro de novos abrigos e monitoramento dos já cadastrados na base de dados da Adapec. Além disso, controle populacional de morcegos hematófagos da espécie Desmodus rotundus, principal transmissor da raiva na zona rural, em abrigos naturais e artificiais, além de capturas noturnas em currais e pocilgas.

As equipes também realizam um trabalho de educação sanitária junto aos produtores rurais, onde são orientados sobre a importância da vacinação antirrábica dos herbívoros para prevenção da enfermidade, cuidados com manuseio dos animais suspeitos e formas de transmissões para o homem.

Dados

A última atualização do Mapa de Calor, de ataque destes morcegos, identificou que o município de Paranã está entre os que têm mais relatos de sugaduras, por parte dos produtores rurais, e o maior com número de abrigos no Estado, num total de 104.

O Mapa de Calor é produzido por meio da coleta de dados na carta-aviso, que é preenchida pelos produtores rurais durante a declaração de vacinação contra a febre aftosa e brucelose. Além disso, pelo relato de casos de sugaduras de morcegos hematófagos na propriedade nos últimos seis meses.

Notificação

A Agência alerta aos produtores para que, em casos de suspeitas de animais com sintomas de raiva ou sinal de sugaduras, entre em contato com o escritório da Adapec mais próximo ou por meio do Disque Defesa no 0800 063 11 22.

Vale ressaltar que o produtor é obrigado a notificar casos de doenças em animais à Adapec e também registrar suspeitas de doenças pelo site, no link https://www.to.gov.br/adapec/notificacao-de-doencas-em-animais/uhfvinr77o é importante ler antes as instruções, e posteriormente, preencher as informações e clicar em concluir. A Adapec receberá o registro de forma imediata e providenciará uma equipe para ir até o local fazer o atendimento.

Sintomas

O animal infectado pelo vírus da raiva apresenta alguns sintomas como: isolamento do restante do rebanho, apatia, perda de apetite, salivação abundante e dificuldade para engolir. Com a evolução da doença, tem movimentos desordenados, tremores musculares, ranger de dentes, decúbito lateral com movimentos de pedalagem, dificuldades respiratórias, asfixia, levando assim o animal ao óbito, que ocorre geralmente entre 3 e 6 dias, após o início dos sinais.

Equipes da Adapec orienta produtores rurais sobre a raiva dos herbívoros 
ATN TO

Postagens relacionadas

Tocantins passa a contar com a primeira escola do campo com metodologia militar

Gilberto Silva

HGP procura familiares de paciente internado em estado grave

Gilberto Silva

Tocantins – Suspeito de matar o próprio cunhado é preso pela Polícia Civil no interior do Estado

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies