Adolescente que morreu atropelado por viatura da PM sonhava em ser advogado criminalista

O corpo do adolescente Leandro Rocha da Cunha, de 16 anos, que morreu após ser atropelado por uma viatura da Polícia Militar, começou a ser velado em Palmas. A cerimônia é realizada na tarde desta quinta-feira (21) na casa da família, que fica no setor Irmã Dulce. Além de familiares, amigos também estão no local.

O adolescente não resistiu aos ferimento após ser atingido pela viatura enquanto ia visitar a namorada de bicicleta. A batida foi na noite desta quarta-feira (20) no Jardim Aureny IV, na região sul de Palmas. Testemunhas contaram que a impacto do acidente lançou o corpo em uma lixeira.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que o caso foi registrado pela Polícia Civil e está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios. Porém, afirmou que as investigações vão correr em sigilo.

A PM informou que instaurou um Inquérito Policial Militar a fim de apurar as circunstâncias e envolvidos. De acordo com a corporação, os policiais tentaram fazer uma abordagem ao adolescente que fugiu.

Em nota, eles alegaram que o jovem caiu entre o meio-fio e a roda traseira da viatura após bater a bicicleta durante a fuga. A corporação prestou condolências à família.

Adolescente morreu ao ser atropelado por uma viatura da PM — Foto: Divulgação

O adolescente sonhava em ser advogado criminalista.

G1

Comentários

Acesso em 21/04/2019 01:52.
Link: http://portalgilbertosilva.com.br/noticias/tocantins/adolescente-que-morreu-atropelado-por-viatura-da-pm-sonhava-em-ser-advogado-criminalista/.