Araguaína – Mulher diz que matou morador de rua porque teve alucinação; homem estava com dedos e orelha decepados

O casal suspeito de matar um morador de rua contou à polícia nesta sexta-feira (10) qual foi a motivação do crime. Cícero Pereira da Silva, de 49 anos, foi encontrado morto em uma casa abandonada em Araguaína, norte do Tocantins, na última quarta-feira (8). A mulher presa disse que teve um delírio e confundiu a vítima com outra pessoa.

Os dois suspeitos, um homem de 29 anos e uma mulher de 35, foram presos pela Polícia Militar na noite desta quinta-feira (9) próximo de um posto às margens da BR-153, no norte do estado. Eles estavam indo à pé para a cidade de Wanderlândia.

Durante depoimento à Polícia Civil, a mulher afirmou que ela, o namorado e a vítima estavam morando juntos na casa abandonada há pelo menos um mês. Contou também que no dia do crime os três estavam bebendo e acabaram dormindo.

A mulher afirmou à polícia que acordou assustada e teve uma alucinação, na qual confundiu Cícero Pereira com um homem que tinha lhe estuprado no passado. Neste momento, pegou um pedaço de madeira e começou a bater na vítima.

O namorado da mulher teria acordado e ouvido ela falando que tinha sido estuprada. Depois disso também começou a bater na vítima. Cícero Pereira acabou morrendo e os suspeitos fugiram do local em seguida.

O casal foi preso em cumprimento a mandados de prisão preventiva e serão levados para unidades prisionais da região.

Com informações do G1

Comentários

Acesso em 28/01/2020 17:20.
Link: http://portalgilbertosilva.com.br/noticias/tocantins/araguaina-mulher-diz-que-matou-morador-de-rua-porque-teve-alucinacao-homem-estava-com-dedos-e-orelha-decepados/.