Câmara de Araguaína emite nota sobre caso que investiga o vereador Gilmar da Auto Escola

A Câmara municipal de Araguaína emite nota à impressa sobre as investigações que envolve o vereador Gilmar da Auto Escola.

Na manhã desta quinta-feira (13), policiais civis cumpriram oito mandados de prisão. Segundo a polícia, um dos alvos é dono de autoescola e seis são funcionários do Detran de Araguaína. São eles: Helio Marcos Ferreira Sousa, Irismar Rodrigues, Célio Raildo Pereira Ribeiro, Jaésia Alves Oliveira, Fábio Fernandes Barroso, Alex André Escolar Morales e Cleyton Coelho.

Agentes do Gaeco apreenderam documentos na Câmara de Vereadores. Com o material apreendido durante a operação, os investigadores esperam alcançar os condutores que foram beneficiados com a compra das carteiras, que custariam de R$ 3 a R$ 4 mil.

A operação foi realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual, com o apoio da Polícia Civil.

Segundo integrante do MPE, a investigação não é relacionada a atividade do parlamentar Gilmar, mas referente à sua atuação enquanto empresário e proprietário da Auto Escola. Gilmar está detido no quartel da Polícia Militar do 2º BPM

CÂMARA MUNICIPAL

Nota à imprensa

A Câmara Municipal de Araguaína comunica que soube da operação envolvendo o vereador Gilmar da Auto Escola e outras pessoas através da imprensa, bem como através de uma açao de busca e apreensão realizada no gabinete do vereador nesta manhã, não sabendo maiores detalhes da operação, vez que a mesma corre em segredo de justiça. Destarte aguardará o desfecho para se pronunciar.

José Ferreira Barros Filho
Presidente da Câmara Municipal de Araguaína

Comentários

Acesso em 21/09/2018 14:29.
Link: http://portalgilbertosilva.com.br/noticias/tocantins/camara-de-araguaina-emite-nota-sobre-investigacoes-envolvendo-o-vereador-gilmar-da-auto-escola/.