GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
Tocantins

CAPS AD de Araguaína realiza formatura para ex-morador de rua ao concluir curso de técnico em enfermagem

Com alegria, música e muitas palmas, o ex-morador de rua José Maurício Cid, de 58 anos, foi prestigiado pela equipe do CAPS AD III (Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Outras Drogas). Enquanto descia as escadas, o paciente recebia a cerimônia realizada na unidade, nesta quarta-feira, 6, para comemorar a conclusão do curso de Técnico de Enfermagem, no Instituto Carlos Chagas.

A formação foi realizada por meio de uma parceria entre a unidade de ensino e o CAPS AD que viabilizaram a bolsa de estudo para o paciente. “Sempre tive vontade, mas não tinha condições e nem oportunidade, graças ao suporte que recebi aqui consegui”, disse José Maurício.

Ele chegou na cidade em 2015, vindo de São Paulo, para iniciar o tratamento em uma clínica particular. Com as recaídas, dois anos depois, estava vivendo em situação de rua na Feirinha, de lá José Maurício conheceu o trabalho do CAPS e iniciou voluntariamente o tratamento em tempo integral. “O CAPS se tornou minha família e conheci pessoas que acreditaram em mim, porque não sei como eu estaria hoje se não tivessem me tirado das ruas”.

Exemplo de persistência
O paciente se emociona ao relembrar dos desafios e preconceitos vivenciados nesses dois anos de estudo e na busca pela inserção social. “Não foi fácil, tive recaídas, eu não tinha roupa para ir no curso e tive que abrir minha situação, contar a minha história e fui excluído por alguns colegas enquanto os professores sempre me apoiaram”.

A comemoração feita pela Secretaria da Saúde também teve como objetivo incentivar os demais pacientes a seguirem em frente e não desistir. “José Maurício é um exemplo de determinação, que vocês possam ser persistentes e não desistir do tratamento, porque vocês podem sim dar a volta por cima”, informou a secretária da Saúde de Araguaína, Ana Paula Abadia.

Profissionalização que transforma
O CAPS AD III conta com 3.400 pacientes cadastrados, desses 1.900 estão ativos, o local atende diariamente 35 pessoas, recebendo moradores de Araguaína e de outros 17 municípios da Região Médio Norte Araguaia também são atendidos.

De acordo com a coordenação, entre 30% a 40% dos pacientes estão buscando realizar uma qualificação profissional durante o acolhimento. “O tratamento da dependência química envolve diversas situações e fatores, um deles é a reinserção social e a qualificação profissional oferta essa continuidade e tem um papel muito importante no sucesso do tratamento”, explicou o assistente Social e pedagogo do CAPS AD III, Getúlio Júnior.

Mais oportunidades
Na cerimônia ainda foi anunciado dois novos cursos profissionalizantes: Frentista de Posto de Gasolina e Confecção de Tapete. As qualificações serão ofertadas no CAPS AD III, uma iniciativa da Secretaria da Saúde em parceira com o Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial).

José Maurício faz parte dos 1.900 pacientes ativos na unidade, desses entre 30% a 40% dos pacientes estão buscando realizar uma a qualificação profissional

 

Ascom

Postagens relacionadas

Estado vistoria instalação de leitos da UTI Pediátrica em Araguaína

Gilberto Silva

Deputados aprovam proposta de 1% de reajuste para servidores estaduais

Gilberto Silva

Câmara Municipal de Araguaína aprova Projeto de Lei que possibilitará a regulamentação das regras de suspensão dos serviços de internet

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies