Durante esta semana, Defesa Agropecuária e Saúde promovem treinamento sobre raiva humana e animal

Entre esta segunda-feira, 19, até a sexta, 23, a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde, promove um treinamento para vigilância e profilaxia da raiva. A capacitação é direcionada as equipes da área da saúde, envolvendo médicos, enfermeiros e agentes comunitários. O objetivo é dar ênfase a raiva rural, que tem como principal transmissor o morcego hematófago, e consequentemente prevenir os casos de raiva humana e animal.

O presidente da Adapec, Humberto Camelo, explicou que a parceria com a Secretaria de Estado da Saúde é de grande relevância para sociedade, pois há uma integração de dados e o compartilhamento de informações entre as instituições, que resultam em ações estratégicas e mais eficientes. “A partir do momento que dividimos conhecimento é possível monitorar a doença tanto em animais, que fica a cargo da Adapec, quanto em humanos que é de responsabilidade da Secretaria da Saúde”, destacou.

De acordo com a responsável pela área de zoonoses e animais peçonhentos da Secretaria da Saúde, Daniele Diniz Neves, as ações conjuntas contribuem com a prevenção, uma vez que os casos de agressões por morcegos têm aumentado. “As informações repassadas aumentarão o conhecimento dos profissionais da área de saúde, porque além de reforçamos as questões da raiva humana, a raiva animal também será abordada”, disse.

Essa parceria teve início em janeiro de 2017, capacitando os agentes locais de saúde sobre a raiva rural e o principal vetor, que é o morcego hematófago. “A raiva urbana tem atenção especial com a vacinação em massa dos cães, mas a raiva rural também é preocupante. Buscamos o controle da doença, novas informações de abrigos de morcegos e notificações dos produtores rurais em relação aos animais com sintomatologia da doença”, falou o inspetor agropecuário da Adapec, José Veloso Júnior.

A Adapec reforça que em casos de aparecimento de animais agredidos por mordedura ou sugadura de morcegos, o produtor rural deve notificar imediatamente a Agência, nos escritórios presentes em todo o Estado ou pelo telefone 0800 631122.

Cronograma

No treinamento será abordado o histórico da raiva no Tocantins e no mundo; aspectos epidemiológicos da raiva humana e animal; medidas de controle da raiva nos animais, medidas de controle e tratamento profilático humano com a vacina de cultivo celular e soro antirrábico, entre outros. De acordo com informações da Secretaria da Saúde, no segundo semestre deste ano, outras regiões serão visitadas.

Municípios envolvidos:

20 de junho – Araguaçu

21 de junho – Talismã

21 de junho – Alvorada

22 de junho – Fiqueirópolis

22 de junho – Cariri

ATN TO

Comentários