GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
Tocantins

Estudantes escolhem disciplinas eletivas na Semana do Protagonismo Juvenil

Encerra nesta sexta-feira, 31, a Semana do Protagonismo Juvenil, nas 12 escolas de Ensino Médio em Tempo Integral do Estado. No Protagonismo Juvenil, o jovem é simultaneamente sujeito e objeto das ações no desenvolvimento de suas próprias potencialidades. As atividades, que começaram no dia 27, contaram com a participação de estudantes egressos de escolas em tempo integral dos estados de Goiás e Pernambuco. Cada uma das 12 unidades escolares recebeu um jovem egresso daqueles estados.

Foi nesta semana que os professores elaboraram os projetos das disciplinas eletivas, um total de quatro disciplinas, com a finalidade de os estudantes as escolherem conforme suas vocações, habilidades e desejos.

O Ensino Médio em Tempo Integral objetiva a formação de jovens autônomos, competentes e solidários. Para tanto, são disponibilizados diversos mecanismos que auxiliam o desenvolvimento do protagonismo juvenil.

Para Márcia Cristina Mota Brasileiro, professora de biologia da Escola Estadual Madre Belém de Palmas, as disciplinas eletivas fazem parte de conteúdos interdisciplinares. “Os professores discutiram sobre as escolhas das disciplinas eletivas, escolherem os temas para cada uma delas e apresentaram aos alunos. Aqui, na escola, tivemos os títulos Os arteiros, De bem com a vida, Quem sou eu? e Fotografia, a cara de Palmas. As temáticas tratadas nesses temas serão abordadas de maneira interdisciplinar e em situações práticas”, disse.

O estudante Eric Soares Santos da 1ª série da Escola Estadual Madre Belém, escolheu o tema Arteiros como disciplina eletiva. Para ele, o foco agora está voltado para tornar o estudante mais autônomo. “Quero seguir estudos nas áreas de teatro e música. Com essas habilidades desenvolvidas, posso ser palestrante motivacional”, disse.

Para Dimas Dias de Sena, professor de física da Escola Estadual Madre Belém, nessa modalidade de trabalho, a aprendizagem acontece de forma mais globalizada. “A aproximação da aprendizagem do aluno por área de conhecimento será mais efetiva. O trabalho acontecerá de maneira interdisciplinar em situações práticas, o que pode despertar mais interesse por parte dos estudantes”, ponderou.

No Colégio da Polícia Militar de Palmas, como nas outras 11 escolas onde aconteceu a implantação do Ensino Médio em Tempo Integral, estudantes egressos de Goiás e de Pernambuco estiveram presentes. Para Jesdras Ruben Banjale Daniel, aluno egresso de Escola de Ensino Médio em Tempo Integral de Recife (PE), há muitas atividades interessantes nessa modalidade de ensino, e a participação da família contribui bastante. “Nesse modelo de escola, os estudantes são motivados a desenvolverem suas tarefas com mais vontade. Autônomo, solidário e competente são qualificadores esperados em estudantes protagonistas. É preciso ser capaz de tomar atitudes próprias para solução de problemas de forma correta”, disse.

Outra estudante que contribuiu para a formação dos clubes de protagonistas foi Karoline Ramos do Monte de Lima. Para ela, a prática do protagonismo deve acontecer tanto na escola como fora desse espaço. “É importante compartilhar as experiências adquiridas. Eu, na condição de egressa de escola de ensino médio em tempo integral, continuo passando entusiasmo e diretrizes desse modelo de escola para outros estudantes”, concluiu, dizendo para os estudantes aproveitarem todas as oportunidades que a escola de tempo integral proporciona.

Para a egressa, as questões acadêmicas são importantes e precisam ser complementadas com aquilo que torna o ser humano melhor. “Há um projeto de vida que contribui para a formação dos estudantes de duas maneiras, que oferece reforço acadêmico e desenvolve também o lado solidário”.

Para Geovanna Castro Rodrigues Siqueira, estudante da 1ª série do ensino médio do Colégio da Polícia Militar (CPM) de Palmas, o protagonismo juvenil começa desde a formação dos clubes. “Na formação dos clubes, nós temos a liberdade para escolher. Arte, cinema, matemática, por exemplo, são áreas que os estudantes podem escolher conforme suas convicções e suas habilidades. Dentro desses clubes, temos presidentes, vice-presidentes, coordenadores e também monitores, que são alunos com melhor desempenho nas disciplinas para auxilío daqueles que têm dificuldade. Tudo isso é feito com liberdade dos estudantes”, ponderou.

Geovanna Castro escolheu a seletiva Dança e, para ela, isso significa algo que vai além dos limites da escola. “Teremos muitos estudos, ensaios na escola, para poder apresentar o melhor que temos para a sociedade. Pretendemos levar isso para outros espaços”.

Já o estudante Deyvid Corrêa Costa escolheu a disciplina eletiva Vôlei. Para ele, o tema escolhido influencia positivamente em seu comportamento social. “A prática de um esporte desenvolve o físico, e o estudante fica mais disciplinado também”, disse.

Para Andeaywalla Marinho Lima, professora de língua portuguesa do CPM, e uma das professoras das disciplinas eletivas, a criação do projeto de vida, pelos estudantes, é importante e, para isso, é necessário entender como esse projeto funciona. “A partir do momento em que o aluno reconhece a importância da construção de seu projeto de vida, ele é orientado a escolher uma disciplina eletiva, para que ele possa efetivar os propósitos de seu projeto. Lembrando que a disciplina eletiva demanda conhecimento interdisciplinar e exige dedicação, esforço, determinação e responsabilidade”, concluiu.

Postagens relacionadas

Homem é preso pela PM por furto em Araguaína

Gilberto Silva

Clima quente em São Bento do Tocantins – Prefeito e vereador se desentendem em grupo de whatsapp e residência é alvo de tiros

Gilberto Silva

Catarata Zero”, da senadora Kátia Abreu, começa operar em Palmas

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies