GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
Tocantins

Homem é preso pela Polícia Civil após descumprir medida protetiva em Araguaína

Um homem de 38 anos, suspeito de descumprir medida protetiva de urgência e voltar a se aproximar e ameaçar sua ex-companheira foi preso pela Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), durante ação realizada por policiais civis da 3ª Delegacia de Atendimento à Mulher (3ª DEAM), de Araguaína, na tarde desta sexta-feira, dia 25.

 

Comandada pelas delegadas Ana Maria Varjal e Sarah Lilian, a ação foi deflagrada no sentido de dar cumprimento a mandado de prisão preventiva, contra um indivíduo que já responde a quatro inquéritos policiais, sendo um deles por tentar matar a ex-companheira e, mesmo com uma ordem restritiva que o impedia de se aproximar da vítima, ele continuava desrespeitando as medidas impostas pelo Poder Judiciário.

 

De acordo com a delegada Ana Varjal, a captura do indivíduo ocorreu no centro de Araguaína, após representação da 3ª DEAM. “Depois de reiterados descumprimentos de medidas protetivas praticados pelo investigado, o qual responde atualmente a quatro inquéritos policiais, inclusive, um deles por tentativa de feminicídio em face de sua ex-companheira, representamos pela prisão do homem, no sentido de resguardar a integridade física e a vida da vítima, e fazer com que cessassem as ameaças e perturbações”, disse a delegada.

 

Após ser preso, o homem foi conduzido até à Central de Atendimento da Polícia Civil, em Araguaína, e após a realização dos procedimentos legais cabíveis, encaminhado à Casa de Prisão Provisória, local onde permanece à disposição do Poder Judiciário.

 

A Polícia Civil do Tocantins reitera seu compromisso em interromper o ciclo de violência doméstica em Araguaína e em todo Estado. “Ações como essa demonstram o comprometimento da PC-TO em erradicar a violência praticada contra as mulheres na cidade de Araguaína”, disse a delegada Sarah Lilian.

 

A delegada Ana Maria Varjal reforça a necessidade de as mulheres que são vítimas de qualquer tipo de violência denunciem seus agressores para que as medidas necessárias sejam tomadas. “É muito importante que as vítimas façam as denúncias, pois assim as equipes da 3ª DEAM podem dar início às investigações e dar fim àquele ciclo de violência a qual a vítima pode estar sendo submetida”, enfatizou a autoridade policial.

SSP TO

Postagens relacionadas

Governador Mauro Carlesse abre oficialmente colheita da safra 2019/2020

Gilberto Silva

Empresa de delivery quase dobra número de funcionários em Araguaína durante pandemia da covid-19

Gilberto Silva

Tocantins contabiliza 32 casos confirmados de Covid-19

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies