GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
Tocantins

Metrologia Estadual reforça que taxímetros devem passar por Verificação Anual Periódica

Para prestar o serviço de transporte de pessoas, os permissionários de veículos de táxi em Palmas devem procurar a Agência de Metrologia, Avaliação da Conformidade, Inovação e Tecnologia do Estado do Tocantins (AEM-TO) para a Verificação Anual Periódica dos taxímetros e a instalação do Selo de Conformidade do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que tem validade para o exercício de 2022.

A Metrologia Estadual reforça que a verificação do instrumento (taxímetro) é obrigatória e de suma importância tanto para o permissionário quanto para o usuário. Para o permissionário, assegura que o instrumento em seu veículo está em dia e apto para trabalhar. Para o passageiro, a verificação garante a veracidade do valor que está sendo cobrado no taxímetro; e para o taxista, elimina o uso de tabelas de preços, assegurando maior confiança ao serviço prestado.

É importante ressaltar que a Verificação Anual Periódica é obrigatória, atendendo à Resolução n° 01/82 do Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade (Conmetro).

De acordo com o presidente da AEM, Rérison Castro, a ação, que é pontual e obrigatória para a circulação dos veículos de táxi, tem por principal objetivo a concorrência leal e o zelo com o consumidor. “Ao verificar o taxímetro e aferir se o equipamento está correto para utilização, a Metrologia cumpre seu papel de zelar com as relações de consumo e assegura que o usuário tenha serviços atestados e com a certificação. É, também, a missão da metrologia barrar a concorrência desleal e assegurar a qualidade do serviço à sociedade”, destaca Rérison.

Ensaios para verificação de taxímetros

Os ensaios metrológicos de verificação são ações rotineiras da Metrologia Estadual e são realizados na sede da AEM, que fica na Quadra 602 Sul, Avenida Teotônio Segurado, em Palmas, de segunda a sexta-feira, no horário de expediente da pasta, das 7h30 às 13h30.

Nos testes, é verificado se o registro do valor da corrida está em conformidade com a distância percorrida. Para isso, os fiscais realizam um percurso com uma distância já definida pela legislação do Inmetro e com um cronômetro na pista de ensaio e são procedidas as verificações necessárias. Além disso, também são observadas as condições gerais do veículo, como o aro do pneu e toda a documentação referente ao exercício anterior.

Processo de Verificação Anual

Os usuários devem ficar sempre atentos ao lacre que, na cor amarela, significa que está com instrumentos aferidos e prontos para circulação. Já o lacre azul significa que foi feita a medição e consta com o prazo máximo de 10 dias para regularização do taxímetro.

Para transitarem, os táxis devem estar com o taxímetro lacrado e o selo de verificação do Inmetro. Os usuários de táxi devem estar atentos ao local de instalação do taxímetro – local visível e sem empecilhos que possam atrapalhar a visualização das marcações.

Vale ressaltar que é de suma importância que o consumidor esteja sempre atento. Caso encontre algum táxi com o taxímetro sem o lacre do Inmetro, pode registar a ocorrência na Ouvidoria da Metrologia Estadual, por meio do WhatsApp (63) 3218-2076 ou no endereço eletrônico ouvidoria@aem.to.gov.br.

ATN TO

Postagens relacionadas

Tocantins – Polícia Civil tira de circulação mais dois suspeitos por tráfico de drogas

Gilberto Silva

Moradores das zonas rural e urbana recebem asfalto e pontes em programação do aniversário da cidade

Gilberto Silva

Tocantins contabiliza 32 casos confirmados de Covid-19

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies