GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
Tocantins

Moradores de Araguaína são convidados para limpeza do Lago Azul no domingo, 13

Araguaína terá uma grande limpeza do Lago Azul na manhã deste domingo, 13. A área que receberá o serviço fica na região da Via Lago. A ação promovida pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente contará com apoio de outras instituições e moradores voluntários, e ainda terá a participação de duas empresas de reciclagem, que irão recolher parte do lixo para reaproveitamento e o restante será destinado aos aterros sanitário ou de inertes.

Para maximizar o serviço, o diretor de educação ambiental, Fernando de Jesus, explica que a população pode contribuir. “Nós já temos alguns voluntários que estão sempre envolvidos em ações ambientais e é importante a participação de toda comunidade”, afirmou. Haverá distribuição de sacos de lixo, luvas e água para hidratação e ainda será oferecido um café da manhã.

O ponto de encontro será na Praia da Via Lago, às 7 horas, onde os voluntários serão divididos em equipes para a limpeza nas encostas da Via Lago e da praia e também nas regiões mais afastadas com uso barcos e caiaques. “Pedimos ainda que quem tiver embarcações que leve para ajudar nas áreas mais afastadas, onde não é possível ir a pé”, ressaltou o diretor.

Apoio aos voluntários
Além do Meio Ambiente, participarão do evento ainda o BPMA (Batalhão de Polícia Militar Ambiental), Defesa Civil, GMA (Guarda Municipal de Araguaína), Corpo de Bombeiros, Secretaria da Infraestrutura, Associação dos Guardiões do Rio Lontra e a ong Natura-Ativa.

Dúvidas podem ser tiradas pelos telefones (63) 99902-5216, 981284282 ou 99976-7373.

Recuperação histórica
O serviço de limpeza faz parte do Projeto Lago Vivo, que busca a recuperação da flora e fauna da área. A Prefeitura já reintroduziu 41.500 dos 200.000 previstos novos peixes de espécies que estavam extintas nesta região do Rio Lontra.

O Lago Azul, que tem seus limites demarcados da barragem até a foz do Córrego Jacuba, foi formado na década de 1970 com a construção da Central Hidrelétrica (PCH) do Corujão, com 12 quilômetros de extensão. Após o fechamento das comportas, os peixes que subiam o Rio Lontra para desova, no período da piracema, foram impedidos e as espécies que ficaram no lago foram extintas devido à pesca predatória por quase 50 anos.

Mais conservação
Outro trabalho de recuperação será o desassoreamento nas proximidades do Ponte Anjo Gabriel, no Setor Lago Sul. As obras vão retirar a barreira não natural, que impede o curso do rio e afeta o ciclo de vida das espécies aquáticas que utilizam o fluxo natural do rio para os processos de reprodução e alimentação. Além disso, as APPs (Áreas de Preservação Permanente) degradadas serão recuperadas com o plantio de mudas de espécies nativas.

Ascom

Postagens relacionadas

Remarcada para 2 de dezembro Copa Araguaína de Karatê

Gilberto Silva

Governo do Tocantins abre edital para interessados em desenvolver atividades culturais

Gilberto Silva

Homem é assassinado dentro de residência no bairro São João em Araguaína

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies