GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
Tocantins

Mulher é investigada no Tocantins por ser mandante de homicídio e encontra oração pedindo a morte de policiais

Uma mulher de 25 anos, suspeita de ser mandante de um homicídio, ocorrido em setembro do ano passado, em Paraíso do Tocantins foi presa pela Polícia Civil do Tocantins (PC-TO). A ação aconteceu na manhã desta quinta-feira, 24, na oportunidade, os policiais civis, também autuaram a mulher e seu companheiro, de 29 anos, pelos crimes de tráfico de drogas e posse de munição.

 

Com os suspeitos os policiais civis também se deparam com itens inusitados, ou seja, pequenos bilhetes onde constavam uma espécie de oração pedindo a morte de todos os policiais de Paraíso do Tocantins, que atuam nas polícias Civil e Militar. A operação foi coordenada pela 6ª Divisão de Investigações Criminais (6ª DEIC), daquele município,  pelo delegado-chefe da unidade, Antônio Onofre de Oliveira da Silva Filho.

 

No momento das buscas em que adentraram a residência da investigada, localizada no Setor Pouso Alegre, os policiais localizaram mais de meio quilo de crack, além de diversas porções de cocaína e maconha prontas para a venda. Os agentes também localizaram embalagens plásticas, além de mais de R $2 mil reais, fracionados, munições de calibre .38, e demais objetos de origem duvidosa. Desse modo, a mulher e o seu companheiro foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e posse irregular de munição.

Conforme o delegado Antônio Onofre, a residência já estava sendo monitorada pelos investigadores da 6ª DEIC, os quais constataram uma movimentação incomum de pessoas, entrando e saindo do local no intuito de adquirir substâncias entorpecentes. “Nossas investigações também revelaram que o casal efetuava a distribuição de entorpecentes por todas as regiões da cidade”, disse a autoridade policial.

 

O crime

Conforme apontaram as investigações, a mulher havia ordenado um homicídio ocorrido no dia 10 setembro de 2021, mediante recompensa em pedras de crack, a um usuário de drogas que matou a vítima com golpes de faca. “Apuramos que o crime foi motivado pelo fato de a vítima, supostamente, estar devendo dinheiro à autora, e também de ter delatado traficantes que atuavam na região da feira coberta em Paraíso”, o que enfureceu a suspeita que então ordenou sua morte”, disse a autoridade policial.

 

Conduzidos até a sede da 6ª DEIC, a mulher responderá pelos crimes de homicídio qualificado pela recompensa e tráfico de drogas, e seu companheiro pelo crime de tráfico de drogas e posse irregular de munição.

Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, ambos foram recolhidos ao sistema penitenciário, e permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

 

SSP TO

Postagens relacionadas

Tocantins – Assaltante de banco é preso trabalhando na Prefeitura

Gilberto Silva

Homem é executado dentro de veículo em estacionamento da avenida Palmas Brasil

Gilberto Silva

Polícia Militar captura adolescente com moto roubada em Araguaína

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies