Polícia Civil desvenda homicídio e prende dois suspeitos pelo crime ocorrido no Tocantins

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC – Palmas), deflagrou na manhã desta sexta-feira, (9), uma ação de combate à criminalidade, a qual resultou na prisão de três indivíduos suspeitos de integrar uma facção criminosa, responsável pela prática de vários crimes, dentre eles o homicídio de um jovem, integrante de uma facção rival, fato ocorrido no mês de dezembro, em Palmas.

De acordo com o delegado Wanderson Chaves de Queiroz, titular da Deic, às equipes da Delegacia Especializada estavam investigando possíveis suspeitos de integrar organizações criminosas, que atuam em Palmas e em todo o Estado, quando descobriram que Douglas Júnio Sobrinho Lima, de 22 anos e João Pedro dos Santos Marinho, de 21 anos poderiam estar envolvidos no homicídio que vitimou o jovem Matheus Henrique Ferreira Xavier, fato ocorrido no dia 10 de dezembro, em uma casa de shows na capital.

Desta maneira, as investigações foram intensificadas, sendo que a Deic – Palmas recebeu apoio da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), que compartilhou informações, as quais possibilitaram com que o delegado Wanderson representasse pela prisão temporária de Douglas e João Pedro.

Desta maneira, no início da manhã desta sexta-feira, os policiais civis da Deic desencadearam a operação e foram até a residência de João Pedro, na Quadra 712 sul, onde cumpriram mandado de prisão temporária em desfavor do indivíduo. No momento da prisão, João Pedro estava com uma pistola, Bereta, calibre 7.65, municiada e, desta forma, também foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.

Em seguida, os agentes foram até a região norte da Capital, onde efetuaram a prisão de Douglas, mediante cumprimento de mandado de prisão temporária. Na sequência, os policiais deslocaram-se até o Jardim Aureny III, onde prenderam Diego Fernandes Miranda, de 22 anos, pela prática do crime de posse arma de fogo.

Com ele, os policiais civis localizaram uma pistola calibre 380, municiada com 13 cartuchos intactos, além de três carregadores com mais 20 munições intactas e uma espingarda calibre 36.

Após a ação, os três indivíduos foram conduzidos à sede da DEIC onde, além dos crimes já mencionados foram autuados por organização criminosa. Após os procedimentos legais cabíveis, João Pedro, Douglas e Diegos foram encaminhados à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Para o delegado Wanderson Chaves de Queiroz, a operação demosntra o comprometimento da Polícia Civil em proteger a população do Tocantins.

“A ação deflagrada, nesta sexta-feira, é uma resposta da Polícia Civil Tocantinense à tentativa de estabelecimento de organizações criminosas no Estado. Com as prisões efetuadas hoje, além de elucidar o homicídio cometido contra um jovem em uma casa de shows lotada, também evitamos que novos ataques coordenados fossem executados em qualquer ponto do estado”, ressaltou o delegado.

SSP TO

Comentários

Acesso em 13/12/2018 07:45.
Link: http://portalgilbertosilva.com.br/noticias/tocantins/policia-civil-desvenda-homicidio-e-prende-dois-suspeitos-pelo-crime-ocorrido-no-tocantins/.