GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
Tocantins

Policiais do núcleo de Inteligência do Detran orientam sobre a compra de veículos de terceiros

Os policiais do núcleo de Inteligência do Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran/TO) alertam as pessoas que pretendem comprar veículos de terceiros, para que tomem cuidados importantes, como saber a procedência do veículo, e quais foram os últimos dois proprietários e compradores, bem como ligar para essas pessoas a fim de confirmar se realmente realizaram as vendas. Precauções como essas podem livrar os futuros proprietários de adquirirem veículos ilegais.

Após a compra do veículo, o novo proprietário deve ir imediatamente ao Detran para fazer a transferência de propriedade. Cabe ao vendedor fazer o Comunicado de Venda ao órgão de trânsito, como forma de resguardar o comprador de multas, débitos de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e pontuação na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Desta forma os policiais orientam que não convém o comprador pagar o veículo sem antes fazer a transferência de propriedade, e com o vendedor junto, acompanhando todo o processo.

A prudência na hora de adquirir um veículo de terceiros é para combater a clonagem de veículos no Estado, que vem crescendo a cada ano. Dados da Secretaria Estadual da Segurança Pública (SSP-TO) revelam que em 2014 foram apreendidos apenas 15 carros clonados; em 2015 esse número subiu para cerca de 120 carros; em 2016, houve uma pequena queda, com 80 veículos apreendidos; e nos primeiros dois meses de 2017, a Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (Defrva) já contabilizou a apreensão de 20 veículos clonados.

Os investigadores da Inteligência do Detran vêm contribuindo de forma significativa com as investigações feitas pela Polícia Civil, acompanhando a atuação de criminosos dentro do órgão, tentando fraudar procedimentos de transferência de propriedade de veículos. A transação é feita usando Carteira Nacional de Habilitação (CNHs) falsas e um Documento Único de Transferência original (DUT) ou o Certificado de Registro de Veículo (CRV). Já no Detran e com posse do documento do veículo original, o fraudador consegue realizar a transferência de propriedade do veículo.

Apreensão e venda de veículos clonados

Na última segunda-feira, 6, policias civis da Defrva apreenderam, já na segunda fase da operação, três veículos de luxo que haviam sido alienados no Estado, por membros de uma associação do Estado de Goiás, a qual tinha sido presa pela Derfrva, no dia 21 de fevereiro desse ano, em Palmas.

A Defrva informou que o esquema funcionava da seguinte maneira; membros do grupo alugavam os veículos em diferentes locadoras de São Paulo e Brasília, e depois, utilizando CNHs e DUTs falsos, os transferiam para o nome de um falsário, que tinha a função de ser o “laranja” do grupo.

“Os vidros, chassi, placa e motor de veículos clonados são difíceis de serem identificados em blitz”, disse o delegado que comanda a operação, Rossílio de Souza. “Por isso a equipe da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores se especializou na identificação e apreensão desses veículos”, explicou o delegado.

Só neste mês de março já foram apreendidos seis veículos de luxo, sendo quatro em Palmas e dois no interior do Estado. Veículos que custam em média R$ 70 mil eram vendidos a R$ 55 mil pelos autores que apresentavam o documento do carro e o “laranja” que era o suposto proprietário é que venderia o automóvel. (Com informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado)

Postagens relacionadas

PRF apreende mais de 5 quilos de maconha com jovem de 19 anos, em Palmeiras TO

Gilberto Silva

Nova gestora assume HMA, UPA e Ambulatório Municipal de Araguaína

Gilberto Silva

MPE recomenda que cartórios de Registro Civil da região Sul garantam a gratuidade de alguns serviços a quem não pode pagar

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies