Tocantinense Mayons Brito retoma pioneirismo e leva PJC ao pódio do Brasileiro Sênior de Judô

Neste domingo, 12, o judoca da categoria leve (-55kg) da equipe Palmas Judô Clube (PJC) Mayons Brito conquistou a medalha de bronze no Campeonato Brasileiro Sênior, um feito inédito no Tocantins tratando-se do naipe masculino na modalidade. Com isto, o atleta volta a ser pioneiro no estado, visto que ele também foi o primeiro tocantinense a conquistar uma medalha, outro bronze, nas divisões de base do Brasileiro, em 2011, quando era da categoria superligeiro (-48kg) da Sub-15, voltando à terceira colocação em 2015, como superligeiro (-55) da Sub-23.

A competição foi realizada pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ) no Centro Pan-Americano de Judô, na cidade de Lauro de Freitas, na Bahia e reuniu os melhores atletas de todas as regiões do Brasil. Para Mayons, esta conquista tem um significado todo especial. “Esta medalha é motivo de muita alegria, porque este é o meu último ano de Sub-21 e eu estava determinado a conquistar algo no Brasileiro, e isto veio em uma competição duríssima, com atletas de nível olímpico. E voltar a ser pioneiro no Tocantins como o primeiro judoca do naipe masculino a conquistar uma medalha na categoria Sênior nas finais do Brasileiro é resultado de muito esforço e me traz bastante satisfação. Claro, eu sinto que poderia ter disputado a final, porque cometi um vacilo na semifinal, mas Deus escreve certo com as linhas certas, a gente é que enxerga torto. Por isto, eu agradeço a todos que sempre me apoiam, aos meus Senseis, à minha equipe Palmas Judô Clube, à minha família, à minha namorada e a todos mais; obrigado mesmo, de coração”, agradece o atleta.

Palavras do Sensei

Responsável pela formação do Mayons desde o início no Judô, o Sensei Celso Galdino é só satisfação e elogios ao atleta. “O que o Mayons tem de especial é que ele tem talento e uma facilidade muito grande para assimilar os golpes. O que eu fiz foi encontrar um diamante que precisava ser lapidado. O que ajuda também é o fato de ele vir de uma família bem estruturada, o que por si só já serve de apoio e incentivo em tudo que empreende, mas sem passar a mão na cabeça, ficando do nosso lado quando é preciso, sempre visando o bem dele”, explica o Sensei.

Fotos: CBJ e Arquivo Pessoal

Tocantins em alta

Também representando o Tocantins, Ennilara Lisboa, da equipe Sesc, conquistou outro bronze na competição na categoria meio-médio (-63kg); ao todo, ela já possui um vice-campeonato e duas terceiras colocações neste campeonato.

Fotos: CBJ e Arquivo Pessoal

De acordo com o presidente da Federação de Judô do Estado do Tocantins (Fejet), Georgton Pachêco,  o judô tocantinense merece aplausos. “Vir para um Brasileiro destes e pontuar é muito bom, porque o nível estava alto e tinham até alguns atletas de seleção. O Mayons lutou muito bem; só perdeu para o campeão, um fenômeno de Brasília. E a Ennilara ter conquistado a terceira medalha no sênior nos deixa muito satisfeitos pela regularidade. O judô do Tocantins está de parabéns; agora é pensar em outros eventos e para chegarmos em melhores condições de beliscarmos o ouro, nós temos de triplicar os nossos treinamentos”, afirma o presidente da Fejet, destacando a qualidade do evento: “A CBJ está e parabéns, usaram muito bem a estrutura do Centro de Treinamento, separaram uma área só para as finais, virou um evento-show. Além disto, parte do evento foi transmitida pela Sportv e isto nunca tinha acontecido em Campeonato Brasileiro. Eu fiquei muito feliz por ter participado deste grande evento.”

Comentários