GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
Tocantins

Tocantins – Delegado acusa adolescente de ter matado outra por motivo fútil e traição

O caso da adolescente de 17 anos suspeita de matar outra menor, de 14, em Taguatinga, sudeste do Tocantins, em janeiro deste ano, já foi encaminhado para o Ministério Público Estadual. A menina, que não teve o nome revelado, está sendo acusada de lesão corporal e homicídio qualificado por motivo fútil e traição.

As informações são do delegado de Polícia Civil Wanderson Queiroz. Ele contou que o boletim de ocorrência circunstanciado foi encaminhado ao MP nesta terça-feira (14).

O delegado disse ainda que no dia 9 de janeiro, a vítima Syllvana Crisóstomo brigou com uma amiga da suspeita. Ela não gostou, foi tirar satisfação e as duas tiveram um desentendimento. Syllvana estava com uma faca.

“No momento da briga, a autora não percebeu que tinha sido ferida na perna. Depois que viu o ferimento, tomou a faca e deu um golpe nas costas de Syllvana. Ela correu, mas a autora a alcançou e deu mais duas facadas. A vítima foi socorrida mas não resistiu”.

Queiroz explicou que a autora está sendo acusada de lesão corporal porque ela feriu outra pessoa durante a briga. Disse também que o homicídio é qualificado por dois motivos. “O golpe dado foi pelas costas o que se caracteriza traição. Além disso, o ferimento que ela sofreu na perna foi desproporcional ao que ela fez, já que matou a menor com várias facadas, o que qualifica motivo fútil”.

Inquérito arquivado
No dia do crime, testemunhas afirmaram que a mãe da suspeita estava no local e teria participado do homicídio. “A informação era de que a mãe tinha segurado a adolescente e a filha tinha dado as facadas. Por causa disso, tivemos que instaurar um inquérito policial para apurar a participação da mulher”, contou o delegado.

Mas Queiroz disse que pediu o arquivamento do inquérito. Após ouvir quase 20 testemunhas, ele entendeu que a mãe não teve participação. “Ela estava no local, mas não participou do crime. Ela, inclusive, tentou apartar a briga”.

O inquérito com o pedido de arquivamento foi enviado para o juiz competente, que encaminhou para o Ministério Público Estadual. O órgão dará o parecer pelo arquivamento ou o oferecimento da denúncia contra a mulher.

Fonte : G1 TO

Postagens relacionadas

Corpo encontrado no Distrito de Novo Horizonte em avançado estado de decomposição

Gilberto Silva

EMPREGO – Veja as vagas que o SINE em Araguaína oferece para hoje (16)

Gilberto Silva

Presos explodem muro do presídio de Palmas para fugirem na noite deste domingo – Polícia começa a captura

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies