GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
Tocantins

Tocantins – Juiza determina cassação e novas eleições para Santa Tereza

A juíza eleitoral Aline Marinho Bailão Iglesias, da Comarca de Novo Acordo, emitiu decisão onde cassa o mandato do atual prefeito e vice-prefeito do município de Santa Tereza do Tocantins, José Raimundo de Sousa Santos (PV), o “Raimundo Gordo”, e Valteir Lustosa de Oliveira (PPS). Eles são acusados de abuso de poder econômico e polício. Também foram julgados o ex-prefeito do município, Trajano Pereira Neto (PMDB), e o vereador Juremar Rodrigues Barbosa (PPS).

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) foi proposta pelos candidatos derrotados, Antonio da Silva Campos (PSDB) e Jailson Lopes Carvalho (PSD).

Para os candidatos que ajuizaram a AIJE, houve abuso de poder político e econômico por parte dos investigados. Enquanto ainda estava à frente da prefeitura, Trajano Neto teria sido o principal cabo eleitoral de Raimundo Gordo e chegou a inaugurar obras com a presença dos candidatos nas solenidades, faltando apenas três meses para as eleições.

Foram narrados doções de brindes e benefícios no período eleitoral, como doação de cimentos e areia para construção de igreja, uso de servidores públicos e maquinário do município para limpeza do comitê de campanha do candidato “Raimundo Gordo”, além de aquisição e uso de combustível que extrapolou os limites referentes ao mesmo período do ano de 2015.

A acusação afirma que houve contratação de pessoas dentro do período eleitoral em troca de apoios, além de compra de voto utilizando o programa de habitação municipal.

Além da cassação, os candidatos tiveram seus direitos políticos suspensos por oito anos. A suspensão se estende ao ex-prefeito Trajano. O vereador Juremar foi poupado da cassação, mas uma multa de 5 mil UFIR foi aplicada a ele. Trajano, Raimundo Gordo e Valteir tiveram multa de 30 mil UFIR aplicada, além de R$ 1 mil para prefeito e vice.

A magistrada finaliza sua decisão determinando realização de novas eleições ao município, com data definida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-TO).

A decisão não afasta o prefeito do cargo, uma vez que ele pode recorrer ao TRE-TO e, em última instancia, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Jornal do Tocantins

Postagens relacionadas

Suspeitos de assaltar van na saída de Nova Olinda são capturados pela PM; confira no vídeo a ação dentro da van

Gilberto Silva

Polícia recupera moto com registro de roubo abandonada em matagal no Setor Vila Azul, em Araguaína

Gilberto Silva

Tocantins – PRF prende jovem por realizar denúncia falsa (trote) em número de emergência 191

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies