GS NOTÍCIAS – Portal Gilberto Silva
Tocantins

Tocantins – Justiça perdoa mãe que furtou filhos de abrigo

O juiz Gilson Coelho Valadares, do Juizado Especial Criminal Central de Palmas, concedeu perdão judicial e determinou o arquivamento de uma investigação aberta para apurar a conduta de uma mãe que retirou os filhos da Casa Abrigo Raio de Sol, em Palmas.

Conforme o Termo Circunstanciado de Ocorrência, a mãe H. de O.E. pulou o muro do abrigo Raio de Sol e levou seus dois filhos (uma menina de 2 e um menino de 4 anos), que haviam sido recolhidos no local, por decisão judicial, e os levou para a casa de seu pai, no Jardim Aureny 4, na região Sul da Capitaal.

Segundo o processo, as crianças foram recolhidas porque a mãe se utilizava delas para mendicância, supostamente deixando as crianças sujas, sem vestimentas e desnutridas. Localizada pelo Guarda Metropolitana de Palmas, logo após retirar os filhos do abrigo, a mãe foi levada para a delegacia onde a Polícia Civil, que instaurou uma investigação para apurar a infração penal.

Para o juiz, a autora estava acometida por “um transtorno de personalidade” e se encontrava “embalada por grande emoção e relevante sentimento de amor pelos filhos”, conjunto considerado decisivo pelo juiz para que, “movida pelo impulso de mãe”, entrasse no abrigo e retirasse as crianças. O juiz também ponderou que o desrespeito a uma decisão judicial que impedia a mãe de ter a companhia dos filhos deve “ser coibido ao máximo”, mas ressaltou que o julgador também deve verificar as situações particulares de cada caso concreto que decide.

Na avaliação do magistrado, a mãe já foi punida pelo destino. “Uma por ser pobre, outra por ser usuária de drogas, estando, inclusive, à beira da interdição por problemas de ordem mental. Golpe maior será alijá-la totalmente dos filhos, impedi-la de lhes propiciar o mínimo de convivência e de carinho. Pactuar com tamanha perversidade não me parece ser a melhor política da Justiça. Se assim o for, restará à suposta infratora, na verdade uma vítima do sistema, apegar-se a Deus, o juiz serenamente justo e bom”. (Com informações do Tribunal de Justiça do Tocantins)

Postagens relacionadas

Prefeitura retira mais de 25 toneladas de lixo de bocas de lobo e bueiros

Gilberto Silva

Trio é suspeito de furtar propriedade rural em São Miguel do Tocantins

Gilberto Silva

Governo do Tocantins anuncia aulas 100% presenciais em 2022

Gilberto Silva

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies